cirurgia-plastica-abdome-cirurgia-estetica-dr-fernando-cirurgiao-plastico-bh[1]

IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA PRÉ E PÓS OPERATÓRIA EM CIRURGIAS PLÁSTICAS

Quando um paciente deseja uma melhora do seu contorno corporal e procura um cirurgião plástico, este deposita nele todas as suas expectativas e desejos. Após a cirurgia, o paciente pode se deparar com sinais e sintomas indesejáveis como; dor, edema, equimoses, fibroses, seroma, aderências…

Todo tecido submetido a uma cirurgia sofre algum tipo de lesão. Esta lesão precisa ser restaurada. Este processo de restauração recebe o nome de reparação tecidual e ocorre imediatamente após a agressão tecidual.

É através da fisioterapia pré e pós cirúrgica que podemos minimizar as queixas e otimizar os resultados da cirurgia, diminuindo o desconforto para o paciente.

Há uma preocupação do fisioterapeuta dermato funcional quanto à reabilitação deste paciente e de seu retorno precoce às suas atividades diárias, além da estética.

O ideal, mas ainda pouco comum, é a intervenção da fisioterapia ANTES da cirurgia. É através dela que avaliaremos possíveis alterações físicas, posturais, motoras e sensitivas já existentes no paciente. Assim, poderemos comparar no pós operatório se determinada alteração foi adquirida pós cirurgia ou se já era preexistente.

Na fisioterapia PRÉ operatória avaliamos: existência de retrações musculares, deformidades articulares, desvios posturais que levam a alterações estéticas e funcionais, existência de fibroses e aderências decorrentes de cirurgias anteriores, alterações circulatórias como edemas, linfoedemas, fibroedemagelóide ( celulite).

É no pré operatório também que orientamos o paciente quanto à cirurgia e o pós operatório.

Nesta fase temos o objetivo de preparar a região a ser operada de forma a: estimular a circulação para evitar necrose, ativar a circulação linfática favorecendo o metabolismo celular, melhora da cicatrização e a recuperação da pele evitando edemas.

No PÓS operatório já postei aqui alguns recursos que podemos utilizar na fisioterapia como, drenagem linfática manual e liberação tecidual, que vêm demonstrando eficácia e resultados positivos na reabilitação dos pacientes. É no pós operatório que prevenimos e tratamos edemas, retrações cicatriciais, fibroses, contraturas musculares,…

Os benefícios de se realizar a fisioterapia pós cirúrgica está em diminuir o tempo de repouso do paciente, restaurar sua funcionalidade, acelerar a recuperação e seu retorno às suas atividades diárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *